Um argumento

Quero falar não da religião, nem do “rótulo” cristianismo, mas sim do verdadeiro cristismo. Falo como alguém que conheceu a religião e o rótulo cristão, e acabou o deixando. Porém conhecer o cristianismo, ter esse rótulo, não significa necessáriamente ser cristão. Estou bem certo de que qualquer um que tenha conhecido, não somente a igreja cristã, mas sim a Cristo, pessoalmente, jamais desejará deixa-lo. Não se baseando em regras, nem em leis, nem em palavras de homens, mas sim em resultados práticos. Não estou falando de “milagres”, de curas mirabolantes ou coisas semelhantes. Estou falando de algo que só em Cristo é possível, nascer de novo. Literalmente ter uma nova vida. Alguns anos depois de deixado a igreja, vim conhecer a Jesus Cristo, pessoalmente, conhecer a Deus e ter intimidade com Ele. De uma forma inexplicável, Jesus transforma, transforma o carater, de maneira tão profunda que não consigo nem explicar! Hoje tenho verdadeira liberdade, liberdade que não encontrei em lugar algum, Jesus abriu meus olhos!

Há algo de diferente em alguém que conheceu a Jesus pessoalmente, que entregou sua vida a ele. Não algo diferente de forma subjetiva, mas de forma prática! Jesus transforma o interior do homem de maneira que religião ou ideologia alguma transforma.

Eu poderia apresentar inúmeros argumentos para tentar justificar o cristianismo, mas há um argumento empírico que quero deixar para você: Jesus tranformou a minha vida, e pode transformar a sua também, basta entregar seu coração a ele.

Anúncios

Sobre Ygor Canalli

Servo de Jesus Cristo
Esse post foi publicado em Testemunhos e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Um argumento

  1. Caro Ygor, antes de mais nada, quero deixar claro que minha intenção aqui não consiste em nada mais do que uma tentativa de trazer até os senhor considerações que certamente o senhor não encontrara na igreja ou nos discursos daqueles que conservadoramente sustentam uma interpretação dogmatica do cânon biblico e uma visão de endeusamento da figura controversa de jesus de nazaré.
    considerações que vem a ser necessárias para distinguir-se crença de verdade absoluta.

    sobre o seu argumento:

    considerando minha experiência passada com a religião cristã, não poderia deixar de concordar com algumas colocações acima em seu argumento. E por motivos que explicitarei, discordar extensivamente de outras.
    Sem duvidas considero veridico que a experiência religiosa ou espiritual traga resultados praticos notorios para aqueles que as praticam. com isso concordo absolutamente que a teologia de culto a personalidade,no seu caso a da de jesus , dito cristo,e por alguns apregoado como o messias profetizado nas tradições hebraicas, tenha resultados empiricos e até mesmo uma incrivel mudança na sua vida.ou na da de outras pessoas.

    o senhor escreveu :” Estou bem certo de que qualquer um que tenha conhecido, não somente a igreja cristã, mas sim a Cristo, pessoalmente, jamais desejará deixa-lo. Não se baseando em regras, nem em leis, nem em palavras de homens, mas sim em resultados práticos. ”

    Eu consideraria no minimo inocente usar o termo “qualquer um”, primeiro por que no contexto da frase denota uma certeza que vem a ignorar a o carater de INDIVIDUALIDADE ,DIFERENÇAS, e IDIOSSINCRASIA dos individuos, isto é basicamente ignorar que as pessoas são diferentes e que se aprazem com coisas diferentes, generalizando o que lhe fez bem, a todos. o que equivale a acreditar que todos ficariam contentes e felizes com as mesmas coisas com que o senhor ficaria. O que faz bem de um pode ser o veneno do outro. Veja que muitos povos “pagãos”, como os indios,vieram a conhecer e posteriormente a repudiar a teologia e religião cristã, que em nada lhes fez bem.

    O senhor continua: “não se baseando em regras, nem em leis, nem em palavra de homens, mas sim em resultados praticos”

    um pequeno maquiavelismo ao considerar o fim de maior importância que os meios, mas veja , meu caro senhor, que estes resultados praticos são apenas os resultados da aplicação de fé , e da dedicação em se acreditar no que se foi apregoado; leis,regras, palavras de homens( que se afirmam como porta-vozes da divindade) e só então depois os resultados praticos.

    Devemos então ignorar o conhecimento e o argumento que antecede , sustenta e incita a pratica? veja que não ha resultados praticos interpretados como oriundos do culto a jesus sem que antes haja o culto a jesus. Se houvesse poderia ser atribuido a qualquer outro deus.

    O senhor prossegue : “Não estou falando de “milagres”, de curas mirabolantes ou coisas semelhantes. Estou falando de algo que só em Cristo é possível, nascer de novo. Literalmente ter uma nova vida.”

    Novamente temos aqui o que eu consideraria, no minimo insensato, no máximo maldoso e concerteza muito perigoso. quando se diz “só em cristo é possivel nascer de novo. literalmente ter uma nova vida.” faz-se um reducionismo e um exclusivismo tão impressionantes e absurdos que é preciso ou ser completamente alheio a história da religião ,esoterismo, e espiritismo no mundo ou ser inocente a ponto de não ter um pingo de senso critico ou em ultimo, e duvidoso ,vir de alguem que ja experimentou todos os caminhos e religiões. Veja, meu caro senhor, que é exatamente este argumento de “unica savação”, “unico caminho” , “unico jeito” que justificaram ,ou tentaram justificar as maiores barbaries e atrocidades cometidas pelo homem. Veja, meu caro senhor que esta linha de pensamento vem a ignorar e tornar insignificante todo o conhecimento religioso e espiritual que se desenvolveu alem do cristianismo, -e que curiosamente grande parte dos cristãos ignora-. Veja, meu caro senhor, que este pensamento tem sido advogado por varias religiões e grupos sectarios , todos se considerando os arautos da verdade e pregando serem o “unico caminho”. Observe, caro senhor que a principal consequência disso é olhar o vizinho como ERRADO e não como diferente. O que nos faz compreender o por que a história do cristianismo esta repleta de de INTOLERÂNCIA.Nem preciso falar no grande histórico de sanguinolência que toda essa INTOLERÂNCIA cristã trouxe ao mundo.

    “pessoalmente, conhecer a Deus e ter intimidade com Ele. De uma forma inexplicável, Jesus transforma, transforma o carater, de maneira tão profunda que não consigo nem explicar! Hoje tenho verdadeira liberdade, liberdade que não encontrei em lugar algum, Jesus abriu meus olhos!”

    Senhor, entenda que o que o senhor chama de “Deus” , é apenas uma das varias concepções da divindade que os muitos povos puderam experimentar ao longo dos séculos. Se limitar a visão hebraica é limitar a grandiosidade do criador. Sim é verdade, a experiência religiosa tranforma, umas até mas que outras. O senhor teve experiências com principios cristãos,nos moldes cristãos. Mas o cristianismo não é a unica religião no mundo ou mesmo a unica corrente esotérica. Se estiver disposto a abrir de verdade os olhos sem preconceitos vai ver que muitas pessoas tiveram suas vidas revolucionadas e tiveram um novo nascimento tanto fisico quanto espiritual e melhoraram muito suas vidas quando conheceram a Umbanda, o Budismo, o islamismo, o kardecismo, a wicca, o ocultismo, o hinduismo , ou até mesmo o satanismo filosofico de Lavey ou tantas outras religiões e sistemas de crença. Mas por que os cristãos sempre igoram isso e sempre mantém uma postura exclusivista e egocêntrica?

    O senhor conclui: “Há algo de diferente em alguém que conheceu a Jesus pessoalmente, que entregou sua vida a ele. Não algo diferente de forma subjetiva, mas de forma prática! Jesus transforma o interior do homem de maneira que religião ou ideologia alguma transforma.”

    E reafirma que ” Jesus transforma o homem de maneira que RELIGIÃO OU IDEOLOGIA ALGUMA transforma”

    Caro senhor,caso o senhor tenha com sinceridade se dedicado a outras religiões, tanto quanto se dedicou ao cristianismo , e com todas as experiências NENHUMA delas lhe trouxe algo de renovador ou transformador, imagino que ha de ter TODA a razão e o motivo para se afirmar algo como o que se escreveu. E sendo assim reconhecerei não ter gabarito contra este fato, pois eu mesmo não experimentei todos os caminhos. contudo, do contrario, caso o senhor não tenha vivido ou experimentado outras crenças e praticas ( ja foi no cadomblé? ja praticou meditação? ja fez projeção astral?) eu lhe perguntarei com que certeza ou autoridade se pode falar de algo que NÃO se conhece, que NÃO se praticou? ora um cristão que diz que um “macumbeiro” cultua o demonio , diz tanto por sua ignorância sobre a umbanda quanto por acreditar que sua crença é superior as outras. o que não vem a ser diferente de um muçulmano que repudia um cristão por considera-lo um blasfemo ao ignorar os ensinamentos de maomé. Imagine pois um homem que professa ser a russia uma nação terrivel, sem qualquer capacidade de dar subsistência ao seu povo, imagine ainda que este homem jamais procurou pesquisar ou compreender a situação da russia, e que ele afirma isso somente por fazer parte de um grupo de estadunidenses que acreditam que os E.U.A sejam a melhor patria do mundo, portanto as outras devem ser ruins. Imagine ainda que este homem tem prazer e amor em apregoar para quem puder falar sobre como a russia é maligna para aqueles que moram nela. Imaginou? pois bem meu senhor, este homem teria muito em comum com muitos cristãos.

    Esta é a tristeza do cristianismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s