Eleição e Cosmovisão Cristãs

Como a Eleição mudou minha perspectiva sobre Salvação, sobre Cristo, sobre o Homem e sobre a Igreja.

Porque, não tendo eles ainda nascido, nem tendo feito bem ou mal (para que o propósito de Deus, segundo a eleição, ficasse firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama)

Romanos 9:11

O que é eleição? Segundo a doutrina reformada histórica, entende-se por eleição o ato soberano de Deus ocorrido antes da fundação do mundo, no qual Ele, contemplando a raça humana caída resolveu escolher para si um povo. Elegeu dentre os homens incontáveis multidões, a fim de os chamar, regenerar, santificar e, por fim, glorificar quando da ocasião de seu retorno.

Hoje, uma vasta maioria dos crentes rejeitou e se afastou deste pensamento, embora até algum tempo atrás ele fosse maioria entre as Igrejas Protestantes. Vê-se, porém, um retorno a esta doutrina da parte de muitas pessoas, em especial muitos jovens. O motivo? Bom, se posso inferir algo, eu diria apenas que é porque esta é uma doutrina bíblica, e Deus está para trazer um grande retorno às Escrituras em nossos dias.

A mudança que ocorreu comigo não pode ser resumida a uma troca de detalhes. Foi algo radical. Toda uma cosmovisão tem sido mudada e realinhada. Não é apenas crer nos cinco pontos arminianos e passar a crer nos calvinistas. Nem tampouco trocar Eleição Condicional por Eleição Incondicional. Não é uma questão de adicionar ou retirar prefixos. Quero deixar a você que lê este texto às bênçãos e mudanças que a doutrina da Eleição trouxe em minha vida.

Salvação

Um dos fatos que leva muitos a rejeitarem a doutrina da Eleição é o fato de que esta vai de encontro a uma perspectiva errada de Deus partilhada por uma gama enorme de crentes hoje em dia. Eles creem que Deus seria injusto se escolhesse salvar uns e não outros. Afirmam, por isso, que Deus quer salvar a todos, e que torna esta salvação alcançável a todo ser humano. Este deve, então, usar de seu livre-arbítrio com o fim de aceitar ou recusar tornar-se para Deus. Eis alguns problemas com esta visão:

  • Como explica-se o fato de nações inteiras terem nascido, se desenvolvido e desaparecido da face da terra sem sequer ouvir do Evangelho? Que oportunidade tiveram eles de ouvir sobre Cristo?
  • Como se coaduna esta ideia ao fato de que Deus é o Autor e Consumador de nossa fé? Se eu aceito ou rejeito a Cristo, então minha salvação foi baseada na minha escolha. Sem desejar, os que assim creem estão suportando um pensamento que rouba a glória de Deus.
  • Como se coaduna isto à pura doutrina que todo cristão sincero deve professar, a saber, a doutrina da Expiação Substitutiva, ou seja, de que Cristo levou a Ira de Deus na Cruz pelos nossos pecados e desde então eles foram perdoados. Se assim for, como pode Deus ter levado os pecados de toda a humanidade e condenar ao inferno os que não aceitarem? Como ficam os que “aceitaram” e se desviaram? Esta pessoa será condenada pelo que? Se uma vez crido os pecados não foram perdoados, destrói-se o Evangelho. Se foram, então fica difícil crer numa doutrina que ensina que eu tenho liberdade de me ligar ou desligar a Cristo quando eu bem entender.
  • Como explicar a esperança que há em mim, se eu sequer posso estar certo de que amanhã continuarei sendo crente?

Estes são somente alguns exemplos de como minha cosmovisão anterior era frágil, pois não achava respostas sinceras e bíblicas para estas perguntas. Hoje enxergo mais claramente o quão tremenda é a soberania do nosso Deus! Quão inescrutáveis são seus caminhos! Enxergo mais claramente o amor com que Ele me amou. Não fui salvo por que eu decidi ou por que eu aceitei. Fui salvo pela Sua grande graça e misericórdia. Hoje eu afirmo com o salmista sem medo “Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.” (Salmos 139:16)

Agora percebo com mais clareza a necessidade urgente se proclamar o Evangelho aos quatro cantos desta terra, pois o ser humano nasce perdido e condenado, sendo o Evangelho a sua única chance dele vir a conhecer liberdade e salvação. Percebo que, se nações inteiras foram derribadas sem ouvir de Cristo, Deus é justo e em sua justiça as condenou. Valorizo portanto, cada vez mais, o fato de eu ter disponibilidade de ouvir e falar do Evangelho. Isso é graça!

Cada detalhe da existência deste universo foi criado e preordenado pelo Deus que creio. Sim, Deus é um kyrios despotes, um Senhor Soberano, sim, um déspota! Faz tudo conforme lhe apraz. Que bom é confiar em sua vontade e amor! Assim, afirmo com Paulo que ninguém jamais resistiu a sua vontade! (Romanos 9:19).

Glorifico a Deus agora pela minha Salvação. Não tenho parte nenhuma nisso. Não tivesse Ele me escolhido estaria em trevas até então. Os eventos que me trouxeram até aqui são frutos de Sua soberana vontade! A cada passo que dou estou cumprindo Sua vontade. Mesmo os pecados que cometo. Sim, tudo predestinado, para Sua glória. Que Ele cresça e eu diminua. Que prevaleça a vontade dEle, e não a minha. Esta é, sim, a oração que sempre será respondida. Louvarei ao grande EU SOU eternamente, pois mesmo sendo pó, mesmo sendo nada para que Ele em sua majestade se importasse comigo, hoje eu posso dizer que pelo sangue do Seu Cordeiro eu sou livre da condenação que EU merecia. Eu não escolhi isso, pois mortos não escolhem coisa alguma. Eu estava morto em meus pecados e delitos. Mas o Espirito de Deus cumpriu o decreto eterno e meu deu vida, levando-me a crer. Aleluia!

Cristo

Quem é Cristo? O que Ele veio fazer? Hoje posso crer que Jesus veio fazer o que se propôs a fazer. Ele veio com uma missão e a cumpriu. Não veio esperando salvar a humanidade. Ele veio salvar a todo o que nEle crer. Veio cumprir o que determinou o Pai desde a Eternidade, Veio morrer pelos pecados de Sua Igreja. Posso dizer como Isaias que “Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniquidades deles levará sobre si.” (Isaías 53:11)

Homem

E quanto ao homem? Que parte cabe ao homem na cosmovisão bíblica? Davi responde “Que é o homem mortal para que te lembres dele?” (Salmos 8:4). Somos nada! Somos pó! Mortos, inclinados eternamente para o mal! Entenda isso! Em nenhum lugar as Escrituras dão a entender que temos a capacidade de julgar entre o bem e o mal de forma neutra e escolher, livremente, praticar o bem, inclinar nossa vontade para Deus. Hoje entendo que nada fui nem nunca nada serei. Tudo o que tenho, tudo o que sou, vem de Ti, Senhor!

Igreja

Na cosmovisão arminiana, Deus apenas sabe quem se salvará, pacificamente. A Igreja é, então, como um barco que convida a todos o que de fora estão se afogando a entrar. O destino deste barco é o céu. Os que livremente entram no barco, pode livremente sair dele.

Muito tentadora esta concepção, porém, não é o que diz a Escritura. A Bíblia fala da Igreja como um edifício, o qual o próprio Cristo constrói. As pedras deste edifício são os crentes, os regenerados, nascidos de novo. Também diz a Palavra que ninguém nasce de novo caso não seja esta a vontade de Deus. Diz que a fé, que é o meio da nossa Salvação, não vem de nós, vem porem de Deus. Qual é o meu e o seu papel nisso? Nenhum.

A Igreja é a Noiva do Cordeiro, eleita desde antes da fundação do mundo, por quem Ele deu a vida, e por quem pagou com sangue os seus pecados. Esta Igreja era conhecida por Deus desde sempre. Sua extensão foi determinada uma vez e jamais será mudada. No fim, o trabalho estará completo, e o homem não terá influído em nada. Nem mesmo um centímetro da obra e do plano original foi mudado ou impedido, muito menos atrasado.

Espero que esta reflexão possa ter ajudado a compreende melhor o que é eleição e como essa maravilhosa doutrina influi na cosmovisão crista. Paz de Cristo a todos!

Anúncios

Sobre Matheus Henrique

Crente em Jesus Cristo!
Esse post foi publicado em Estudos Bíblicos, Testemunhos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Eleição e Cosmovisão Cristãs

  1. Caro senhor Matheus Henrique , depois de ler sua publicação acima ponderei consideravelmente sobre qualquer comentario que eu pudesse fazer. Mas,neste caso receio ter uma sensibilidade por pessoas de intelecto apreciavel demais pra me manter calado. No Brasil, qualquer um que leia uns quatro livros serios em vida ou ouse pensar de forma independente dos sensos comuns ja se destaca da massa. Mas o senhor claro, vai alem disso.

    Assim reconheço o senhor como um homem que honra o cérebro e a capacidade cognitiva com que foi agraciado. E mesmo embora eu , que ja fui cristão ,tenha sérias ressalvas e contras em relação ao cristianismo e a sua filosofia, respeito em absoluto a sua fé . E meu esforço e intuito aqui não é desmentir ou criticar,mas lhe trazer considerações que são sem duvida recomendaveis para individuos com as suas faculdades.

    dada a historia humana fica claro que o homem parece ter a necessidade de compreensão da realidade que ele pode observar.

    sendo assim, todos temos a necessidade de compreensão.

    é este o primeiro motivo que leva as pessoas a acreditar em algo,sua necessidade. Infelizmente algumas pessoas acreditam em algumas ideias simplesmente por que elas explicam coisas que não compreendemos, preenchendo assim sua necessidade por respostas. Felizmente outras pessoas procuram de fato uma resposta sincera, e uma explicação verdadeira. muitas vezes seguidores de muitas religiões institucionalizadas se contentam com respostas que lhes satisfaçam, independente de sua relação com a verdade. E muitos chegam ate a admiti-las como verdade absoluta. a filosofia surgiu como uma alternativa ao metodo religioso (ou a ausencia dele) na busca pela explicação da realidade.

    o que a filosofia fez foi defender o criterio da racionalidade em detrimento da “revelação divina”. por que a ‘revelação’ não se baseava em analises objetivas mas em interpretações subjetivas da realidade. sendo subjetivo , cada povo interpreta a realidade a sua forma e não ha criterios para distinguir qual a verdade. acreditando na objetividade, os filosofos partindo do senso critico ,questionamento e raciocinio desenvolveram , suas argumentações e ideias.. utilizando-se da faculdade de encontrar logica, isto é nexo , coerencia, sentido eles buscaram respostas.

    os antigos filosofos compreenderão a importância do QUESTIONAMENTO e do RACIOCINIO pra se encontrar uma explicação e pra descobrir se ela deve ou nao ser verdadeira.

    Ao longo de sua história a humanidade adquiriu conhecimentos sobre a realidade . mas quando não se é capaz da compreensão plena e total da realidade o conhecimento tende a suscitar o questionamento,. Assim pra cada descoberta o homem encontrava novas questões. E mesmo embora seu conhecimento ampliava a medida que descobria as coisas, seu entendimento de como suas descobertas se relacionavam macroscopicamente pra formar o todo, se perdiam na ignorância. então o homem começou a compreender a diversidade e complexidade do universo. E a foi ai que finalmente percebeu a dificuldade de se alcançar qualquer coisa que se possa chamar de VERDADE ABSOLUTA, ou UNIVERSAL, ou mesmo de verdade.

    portanto,antes der se admitir qualquer ideia como VERDADE UNIVERSAL , inquestionavel ou inequivoca é importante compreender que ela é a priori uma ideia. tal compreensão claro,se faz necessaria apenas para aqueles que estejam interessados na busca por uma verdade ou na tentativa sincera de se aproximar da verdade. ao escrever isso suponho que você tenha este interesse. Mas se você for do tipo que acredita no que acredita por que explica a realidade , ou por que te da esperança, ou por que você quer acreditar então o meu discurso aqui vai ser inutil.

    Creio que em algum momento você foi apresentado a ideologia cristã e por alguns motivos (ou por muitos) passou a enxerga-la como verdade . Desde então Deus pra você é a concepção de divindade dos antigos hebreus, YHVH. A biblia pra você é a palavra desse Deus , que é perfeito e portanto esta isenta de erros, e de falacias. E você leva estas ideias como absolutamente verdadeiras.

    Se te interessa algum conhecimento verdadeiro sobre qualquer coisa que seja, a aceitação passiva jamais sera o melhor caminho, caro amigo. Aceitar uma obediência velada, Fé como uma esperança irracional em algo , não questionar , não duvidar ,são argumentos pra afastar da verdade não pra se aproximar. Só se esta vulneravel a mentira quando se esvai o senso critico. Por sua fé homens mataram outros em cruzadas . por sua fé sacerdotes sacrificaram crianças a moloch, Por sua fé na raça ariana Adolf hitler promoveu o holocausto.Sempre por fé nunca pela razão.

    Nunca aceite algo sem antes dar uma boa analise nos argumentos contrarios. Se algo for verdadeiro vai se sustendar ante as criticas.Se quiser ter uma visão ampla sobre o cristianismo leia livros contrarios ao cristianismo. vai descubrir coisas muito interessantes.
    o mundo é complexo e nós , a humanidade, somos sobretudo ignorantes. Que existe muitas verdades e conhecimentos metafisicos que o homem não compreende é completamente verificavel. mas são antes de tudo conhecimentos que IGNORAMOS ,são MISTÉRIOS e devem ser vistos como tais. O sobrenatural existe. Se a explicação verdadeira para o natural e o sobrenatural é a teologia hebraica, ou bablilonica ou grega, ou a holistica, ou o gnosticismo ou o esoterismo, ou se todos tem alguma parcela de verdade e de enganos so se pode descobrir com uma busca sincera e que não se prenda a dogmas e verdades inquestionaveis.

    faça uma revisão dos motivos do por que acredita na teologia cristã. Veja outros fenomenos. ha milagres em quase todas as crenças. Não demonize os deuses dos outros sem antes conhece-los . O cristianismo é uma das maiores religiões por que poucas religiões no mundo se preocuparam tanto em combater ou demonizar as outras crenças , o que é uma atitude tão lamentavel como achar um negro ou indio inferior por que eles são diferentes e seguem tradições diferentes.

    Bem estes são conselhos de um ex-cristão .Não estou dizendo que Deus não existe , estou tentando repassar o que aprendi e que sem duvida sera util na sua evolução tanto intelectual como espiritual.Critique, e estude as duas visões. use seu raciocinio e esteja aberto a verdade, mesmo que ela te incomode.

    a minha opinião sobre o cristianismo é que ele é triste . acho muito triste que ainda hoje , tal religião venha encarçerando o senso critico até de seus membros mais inteligentes. Com todo o seu histórico , todo mal que fez a humanidade. Todas as culturas que destruiu. Todas as bestialidades em nome de um Deus que a biblia retrata por vezes com um carater infantil e megalomaniaco. Deus nos deu um cerebro e portanto deve te-lo feito para que nós o usassemos. Fico triste em ver pessoas inteligentes acreditando (muitas por que querem ter esperança) num maniqueismo infantil de bem x mal,Deus x diabo, ceu x inferno. Fico triste em ver que as pessoas precisam tanto acreditar em algo que aceitam mesmo a ideia de que foram feitos meramente pra adorar um ser que tem necessidade de ser adorado, mas que se julga perfeito. ou de que as pessoas que morrem na africa pagam os pecados por sua idolatria, ou de que o homem é mal e vil por natureza .

    Espero que reflita sinceramente sobre o que escrevi. E que não se prenda as amarras que os ditos detentores da verdade querem lhe por.

    Existe o mundo. E existe o homem. Existe algo alem que não sabemos o que é, por isso procurar é necessario. Mas ,sem se fechar a Verdades inquestionaveis, pois esse é o caminho oposto ao conhecimento.

    J.R.B

  2. Epitafio Abadir (VA) disse:

    “Porquanto aborreceram o conhecimento e não preferiram o temor do Senhor; (…)
    Portanto, comerão do fruto do seu caminho e fartar-se-ão dos seus PRÓPRIOS conselhos”
    (Proverbio 01.29,31)

    “Quem já passou por essa vida e não viveu
    Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
    Porque a vida só se dá pra quem se deu
    Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu”
    (Trecho da música: ‘Como dizia o poeta’ de Vinicius de Moraes)

    “… eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância.”
    (João 10:10)

    Bom dia, amigos.

    Primeiramente, antes de dar minha opinião acerca da postagem, faço uma “exortação”:
    aproveitem a vida (e o cérebro, como o Jônatas disse) que Deus deram a vocês, pois embora a vida do porvir será “perfeita”, não estamos aqui para sofrer toda a nossa existência nessa
    terra que Deus nos concedeu.

    Olha, não vou poder falar sobre tudo o que gostaria, porque a falta de tempo para pesquisar
    me impede no momento, mas tentarei ser claro e objetivo com aquilo que sei. E também não
    julguem meus argumentos como críticas más, saibam aproveitá-los como algo construtivo para o aperfeiçoamento de todos nós que buscamos a verdade.

    Agora, a minha opinião:

    Bem, se aceitarmos a filosofia da predestinação estaremos afirmando que Deus escolheu a dedo quem ele iria salvar e quem ele iria condenar, como você mesmo afirma ao citar Paulo em Romanos 9.11.

    Note o mesmo Paulo na sua carta a Timóteo:

    “… Deus, nosso Salvador, que quer que TODOS os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem, o qual se deu a si mesmo em peço de redenção por TODOS, para servir de testemunho a seu tempo.” (1 Timóteo 2.3b-6)

    Percebeu que Deus quer salvar a TODOS e não apenas alguns? Deus não é “elitista” e muito
    menos faz acepção, ele bem sabe quais serão salvos, mas não determinou que você irá pro céu e eu irei ranger meus dentes junto ao lago de fogo que jamais apaga.

    Então, estaria Paulo se contradizendo? É isso mesmo? Acredito que não…

    No capítulo 9 de Romanos Paulo fala prioritariamente acerca da incredulidade do povo de
    Israel (Romanos 9.6). Bem sei que ela fala também que Deus se compadece de quem ele quer e que não depende de nós (Romanos 9.16), o que reafirma um de seus argumentos…

    Contudo, o texto de Timóteo que citei fala de um Deus que quer salvar a todos, e TODOS não são apenas os eleitos dele, mas todos os povos, sem exceção.

    E afinal quem está certo? De fato ainda não sei, mas se der, irei pesquisar. Faça-o você
    também (se quiser). Duvide para aperfeiçoar a sua fé.

    Outro ponto interessante da sua retórica foi a seguinte:

    “Em NENHUM lugar as Escrituras dão a entender que temos a capacidade de julgar entre o bem e o mal de forma neutra e escolher, livremente, praticar o bem, inclinar nossa vontade para Deus.”

    Serei um tanto indiscreto, mas… você já leu TODAS as escrituras? Eu confesso que eu ainda
    não. Mas eu não sou a questão, a questão é você (foi você quem afirmou): Você já leu? Ou outra pessoa lhe disse que: “NENHUM LUGAR DAS ESCRITURAS” afirmam que o homem pode ser bom.

    Mais um pouco de Romanos:

    “glória porém, e honra e paz a qualquer que faz o BEM, primeiramente ao judeu e também ao grego; porque, para com Deus, NÃO HÁ ACEPÇÃO de pessoas. Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei perecerão; e todos os que sob a lei pecaram pela lei serão julgados. Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados. Porque, quando os os gentios, que NÃO tem lei, fazem NATURALMENTE as coisas que são da lei, NÃO TENDO eles lei, para si mesmos são lei, os quais mostram a obra da lei ESCRITA NO SEU CORAÇÃO, testificando a sua consciência e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os,” (Romanos 2:10-15)

    Enfim, Deus não escolheu que vai condenar todos os que não conhecem a sua palavra, pois ela já está inscrita nas pessoas, ele vai condenar segundo aquilo cada um conheceu na sua vida.

    E uma dica: não afirme categoricamente antes de ter plena certeza, leve isso com você.

    Há muito mais a se dizer, mas a vida está aí para a aproveitarmos até que chegue o nosso fim. Por isso, aprecie enquanto pode, antes que venham os maus dias nos quais venha a dizer que não teve neles contentamento.

    Quanto ao mais, um feliz um natal e um ótimo ano novo no qual possamos ser melhores. Não melhores uns do que os outros, mas melhores do que já fomos.

    Abraços.

    • Matheus Henrique disse:

      Querido, sua retórica também é inválida. Não se prova uma afirmação negativa dizendo que “você não conhece tudo para saber”. Pois eu digo, você também não conhece tudo para não saber. =)

      Responda-me com uma exposição mostrando a existência do livre-arbítrio e começaremos a conversar. rs

      Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s