O Perdão

Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.
Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano.
Quando eu guardei silêncio, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia.
Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio. (Selá.)
Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado. (Selá.)
Por isso, todo aquele que é santo orará a ti, a tempo de te poder achar; até no transbordar de muitas águas, estas não lhe chegarão.
Tu és o lugar em que me escondo; tu me preservas da angústia; tu me cinges de alegres cantos de livramento.
Salmos 32:1-7

Ó quão bem aventurados somos nós quando Deus nos perdoa! Pobres, inúteis e totalmente merecedores da condenação. Este é você. Este sou eu; assim o é toda carne que anda sobre a terra. Entretanto, louvado seja Jesus Cristo, que tanto nos amou e a si mesmo se entregou por nós! Louvado seja nosso Deus, cujas misericórdias se renovam a cada manhã (Lamentações 3:23)!

Amado, toda vez que me prostro diante de Deus com a consciência carregada e manchada por algum pecado que cometi; e cada vez que o acusador vem a mim com suas mentiras e diz: “esta foi a gota d’água” ou ainda “Deus nunca mais vai te perdoar” e segue “o que você fez é imperdoável e impagável”. Quão débeis somos nós por fazer o que desagrada ao nosso Deus. Mas eu tenho algo a lhe dizer, algo que o Espírito sempre me lembra quando Satanás intenta acusação contra mim. E é isso: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” (1 João 1:9). A vitória de Cristo sobre o pecado foi completa na Cruz! Há multidão de perdão para o pecador arrependido! Prostre-se diante do Deus Todo-poderoso neste hora! Se você está se sentindo culpado por alguma coisa, qualquer coisa, grande ou pequena, não espere mais! Recorra ao Deus longânimo, bondoso e fiel nesta hora, e lave-se completamente neste sangue que Jesus derramou na Cruz! Bem aventurados são os que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro!

Não há nada pior do que ter a mão de Deus pesando sobre nós quando pecamos, não é mesmo? O salmista Davi entendia isso e descobriu o imenso perdão de Deus quando já não aguentava mais estar debaixo de condenação. Seus ossos estavam a ponto de quebrar! É assim que nos sentimos, não é mesmo? Mas digno seja o Cordeiro, que com o Seu Sangue comprou para Deus gente como eu e você! Recorra ao Cordeiro. Peça a Ele o perdão. Creia em seu sacrifício e você não será abalado. Sua esperança jamais será confundida! Ele, Jesus, está vivo! Ele está pronto a te ouvir agora mesmo! Não perca tempo. Lembre-se do que Ele disse a João: “Não tenha medo. Eu sou o primeiro e o último. Sou aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para todo o sempre!” (Apocalipse 1:17-18/ NVI)

Anúncios

Sobre Matheus Henrique

Crente em Jesus Cristo!
Esse post foi publicado em Devocional, Sermões. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O Perdão

  1. Sâmara disse:

    Que texto maravilhoso,
    Deus seja sempre louvado em nosso viver. =)
    “…tu me cinges de alegres cantos de livramento”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s